• Maior produção em menor tempo.

Implantação em até 5 dias úteis.

Indústria

Manufatura

Sistema de Planejamento e Controle de Produção

Software responsável pelas rotinas de indústrialização. Uma indústria tem por finalidade básica produzir um maior número de produto acabado em um menor tempo.

Utilizando o núcleo Indústria, através de rotinas de monitoramento, é possível fazer o controle de materiais e também o planejamento de produção, assim, reduzindo os custos indústriais.

  • Podemos dividir o sistema Indústria em três etapas:
  • a. A Entrada ou Recebimento de Materiais.
  • b. O Controle e a consulta dos Materiais estocados.
  • c. A Produção dos Materiais.
  • Principais rotinas da fase a - A Entrada ou Recebimento de Mercadorias
  • Recepção da NF-e, Conversão em apontamento de entrada com cadastro automático de materiais.
  • Desembarque e conferência dos materiais recebidos.
  • FSA (informação de faltas, sobras e avarias).
  • Termo de inspeção e recebimento de mercadoria.
  • Digitação dos romaneios dos itens da entrada.
  • Etiquetagem e alocação dos materiais.
  • Disponibilização dos materiais em estoque.
  • Principais rotinas da fase b - O Controle e a consulta dos materiais estocados
  • Relatórios de saldo (por produto/lote/localização/etc.).
  • Relatórios de giro de estoque por produto/etc.
  • Remanejo de localização (endereço).
  • Remanejo/ajuste de romaneio e outras informações de estocagem.
  • Impressão/reetiquetagem.
  • Principais rotinas da fase c - A Produção
  • Cadastro Ordem de Produção que pode ser ou não terceirizada.
  • Liberação da Ordem de Produção.
  • Conversão da Ordem de Produção em entrada no núcleo de comércio.
  • Disponibilização para venda.
  • As rotinas destacadas fazem parte das Principais rotinas e de maior utilização no dia a dia da Indústria, mas há também outras rotinas, não menos importantes porém utilizadas com menos frequência, que são:
  • Definição de serviços e preços.
  • Faturamento.
  • Envio de documentos para contabilidade.
  • Etc.
  • O núclea indústria também pode ser integrado com outras ferramentas que são:
  • Comércio - entrada e saída de produtos acabados.
  • PIC - Para definições de operações e tributos.
  • Financeiro - Controle de Contas a Pagar/Receber.
  • GEP - Emissão e controle de etiquetas de rastreamento (correios ou transportadoras).

Em todas as fases a indústria fornecerá informações e recursos que auxiliarão o gestor na tomada de decisões evitando desperdício e otimizando o tempo para conclusão das tarefas.

As rotinas também foram desenvolvidas com o intuito de reduzir ou até mesmo eliminar a utilização de papel.